Aleitamento.com
AmamentaçãoMãe CangurúCriançasCuidado PaternoHumanização do PartoBancos de Leite Humano Espiritualidade & Saúde DireitosProteçãoPromoçãoILCA / IBCLCConteúdo ExclusivoTV AleitamentoGaleria AMNotíciasEventosSites e BlogsLivrariaCampanhas
 
Faça seu login e utilize ferramentas exclusivas. Se esqueceu a senha, acesse o "cadastre-se" e preencha com seu e-mail.

\ Amamentação \ Cultura \ Artigo

Polêmica: 'Pobre fazendo pobrice' diz que em bairro nobre não tem mulheres com 'peito pra fora'. Estudante comentou mãe amamentando em bicicleta.

Por: Prof. Marcus Renato de Carvalho, IBCLC, UFRJ

 /

Crítica na web a foto de amamentação vira polêmica:

'Pobre fazendo pobrice'

Jovem diz que bairro nobre não tem mulheres com 'peito pra fora'.
Preconceituosa estudante de Campinas comentou mãe amamentando em bicicleta.

Do G1 Campinas e Região

                     Um comentário de uma universitária de Campinas (SP) sobre a foto de uma mulher amamentando tem causado polêmica nas redes sociais. A imagem, que é antiga, mostra uma mãe andando de bicicleta com um dos seios de fora e uma menina sentada na cadeirinha mamando.

No post, a universitária critica a amamentação em público e diz que ela mostra "pobre fazendo pobrice". A postagem tinha mais de 12,6 mil compartilhamentos até esta quarta-feira (4). Os comentários fizeram com que várias mães publicassem suas fotos e a de famosas como a modelo Gisele Bündchen amamentando, acompanhadas da hasthag #pobrefazendopobrice.

 

O comentário foi feito no dia 31 de outubro. No texto, ela diz que é mãe de um menino e afirma que a imagem de uma mulher com "o peito pra fora" jamais seria vista em um bairro nobre ou em um restaurante fino. "Elas levam mamadeira! Como eu fazia! Ou no mínimo colocam uma fraldinha pra tapar o peito", escreveu no post.

IGNORÂNCIA e PRECONCEITO

A estudante de veterinária também afirma que depois dos 6 meses de idade a criança não precisa mais ser amamentada a qualquer momento e a qualquer hora. E vai além ao criticar o próprio ato de amamentar.

O Ministério da Saúde e a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomendam o aleitamento materno exclusivo em livre demanda até os 6 primeiros meses de vida. Além disso, recomenda a amamentação até os dois anos de idade ou mais.

"Essa história de amamentação é um programa de incentivo do governo pra fazer as coitadas das pobres virarem umas vacas leiteiras e ficar amamentando até 2 anos de idade! Economia pro governo! (...) Eu nunca amamentei meu filho e ele é lindo e saudável! [leite industrializado] hj em dia é completamente igual ao leite materno em questão de nutrição! Hoje em dia não tem mais necessidade de amamentar dessa maneira! O mundo ta evoluindo gente!", escreveu.  G1 entrou em contato com a jovem pelo Facebook, mas ela não retornou às mensagens.

UM PEDIATRA POETA COMENTA:

Pode ser que eu esteja enganado
Mas eu acho lindo quando vejo pobre fazendo pobrice.
preocupante não é isso.
preocupante é ver pobre ​​​tentando fazer riquice
porque é ai que dá tudo errado
pobre faz bem feito quando faz pobrice
e rico faz bem feito quando faz riquice
não tive uma infância pobre, mas como filho de professores, uma infancia bem simples
e cheia de professorices:
fazíamos caligrafia em casa

aprendemos a cantar o hino nacional
ganhávamos livros de presente
tínhamos "aula​​​​​particular" de matemática com dona isa que era amiga de mamãe mesmo quando as nossas notas eram boas e a gente nem precisava
professorices de papai e mamãe
cada um na sua
e não venham me dizer que somos todos iguais porque não somos
cansei de tomar agua em copos de geleia de mocotó (com rotulo ainda)
pus muito bombril na antena da TV pra ver se ela pegava melhor
​​​​adorava ver dona salvadora limpar caixa de gordura só pra ver aquele 1 milhão de baratas que saiam quando ela abria a tampa
pobrices da minha infância
quando fui pra faculdade conheci as riquices
achei que não teria sido mais feliz com elas que com minhas pobrices
desde ai nunca me especializei muito em riquices
não conheço vinhos
nem nome de pratos
nem de restaurantes
não conheço marcas de roupa
nem voo de primeira classe
não bebo uísque
não curto jazz
nem carreira universitária eu quis seguir porque sempre achei meu ambiente medico universitário muito certinho demais pro meu coração criado como fui
que me perdoem as narinas riquinhas, mas gosto mesmo é de me misturar com as encatarradas do meu dia a dia e fazer por elas o que deus faz por mim todos os dias:
cuidar
mas uma coisa é necessário ser dita
entre pobrices e riquices algumas coisas não tem selo
não são nenhuma coisa nem outra
são elas mesmas

dar peito é uma delas
dar o peito ao bebê vai além da pobrice e da riquice
remonta um milhão de anos
resistiu as catástrofes
venceu o nazismo com olga benario prestes
​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​e vai além do homem
é um gesto mamífero
e olha que a mama não é nem um órgão
é um anexo da pele
pequenininho
200 graminhas
nem pobrice
nem riquice
vida
da melhor que se pode experimentar
vida que pobrice nenhuma é tão pobre que não consiga ter
vida que riquice nenhuma por mais rica que seja não tem lastro pra imitar
amamentar é assim
nem pobrice
nem riquice
amamentar é cuidar com classe
com finesse
como se a vida lá fora não existisse
nem pobrice
nem riquice
a melhor parte da vida
é ir atrás, de forma distraída,
da melodia do coração.

Dr. Luis Alberto Mussa Tavares 



 


Última atualização: 5/11/2015

 

Curtir

Comentários


Essa é uma área colaborativa, por isso, não nos responsabilizamos pelo conteúdo. Leia nossa Política de Moderação.
Caso ocorra alguma irregularidade, mande-nos uma mensagem.

 

Depoimentos

Gostou do site? Ele te auxiliou em algum momento? Deixe seu depoimento, assine nosso livro de visitas! Clique aqui.

Quem Somos | Serviços | Como Apoiar | Parceiros | Cadastre-se | Política de Privacidade/Cookie/Moderação | Fale Conosco
O nosso portal possui anúncios de terceiros. Não controlamos o conteúdo de tais anúncios e o nosso conteúdo editorial é livre de qualquer influência comercial.
Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência. Ao navegar no mesmo, está a consentir a sua utilização. Caso pretenda saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade/Cookie.
22 Ano no ar ! On-line desde de 31 de julho de 1996 - Desenvolvido por FW2 Agência Digital