Aleitamento.com
AmamentaçãoMãe CangurúCriançasCuidado PaternoHumanização do PartoBancos de Leite Humano Espiritualidade & Saúde DireitosProteçãoPromoçãoILCA / IBCLCConteúdo ExclusivoTV AleitamentoGaleria AMNotíciasEventosSites e BlogsLivrariaCampanhas
 
Faça seu login e utilize ferramentas exclusivas. Se esqueceu a senha, acesse o "cadastre-se" e preencha com seu e-mail.

Desmame iatrogênico!?

Por: Gabrielle Gimenez

 /

Desmame iatrogênico,

você sabe o que é?

Gabrielle Gimenez* – Editora convidada do aleitamento.com

Iatrogenia é um conceito complexo para definir vários tipos de danos à saúde devido à ação médica. O desmame iatrogênico seria então aquele provocado por assistência médica inadequada. Nesta categoria está incluído o desmame do meu filho mais velho, e eu sei que, infelizmente, o de muitos outros bebês ao redor do mundo.

Uma das heranças deixadas pela chamada “maternidade científica” do século passado, é a ideia de que os médicos (como detentores máximos do conhecimento científico) sabem melhor do que nós mulheres tudo o que devemos fazer (ou deixar de fazer) para o nosso bom desempenho como mães, e deles devemos receber toda a orientação, sem jamais questioná-la. Essa ideia deixou marcas nos dois lados: se nós mulheres continuamos achando que os profissionais devem ditar todas as regras nas nossas vidas, os profissionais continuam acreditando que são os únicos capacitados para cumprir esta função, nos negando muitas vezes o direito de intervir em questões que são nossas como o parto, a amamentação e a criação dos nossos filhos.

Os anos passaram e o acesso ao conhecimento científico se tornou mais democrático. Hoje é possível saber bastante sobre quase tudo o que nos interessa e de fonte fidedigna. Por outro lado, no que diz respeito à amamentação, as faculdades de medicina (entre outras da área da saúde) continuam abordando esse tema de forma insuficiente. Se o profissional ao sair dela não se capacita por conta própria, não terá o conhecimento necessário para um manejo adequado. Paralelamente a isso, estão as questões culturais, mitos e preconceitos sociais que permeiam todos os seres humanos nascidos e criados na cultura do desmame, o que inclui os da classe médica. 

Se não podemos mudar os currículos acadêmicos ou controlar a ingerência da indústria sobre as associações médicas (como o caso recente da parceria entre a Nestlé e a Sociedade Brasileira de Pediatria no Programa Jovens Pediatras), pelo menos que possamos fazer com que a informação chegue às mulheres e suas famílias, para que aprendam a separar o joio do trigo no meio profissional, e a fugir das ciladas da abordagem médica sem conhecimento de causa.

 *Gabrielle Gimenez @gabicbs Escritora, ativista pela amamentação e mãe de três, e agora,

Editora convidada do portal aleitamento.com  


Última atualização: 28/9/2020

 

Curtir

Comentários


Essa é uma área colaborativa, por isso, não nos responsabilizamos pelo conteúdo. Leia nossa Política de Moderação.
Caso ocorra alguma irregularidade, mande-nos uma mensagem.

 

Depoimentos

Gostou do site? Ele te auxiliou em algum momento? Deixe seu depoimento, assine nosso livro de visitas! Clique aqui.

Quem Somos | Serviços | Como Apoiar | Parceiros | Cadastre-se | Política de Privacidade/Cookie/Moderação | Fale Conosco
O nosso portal possui anúncios de terceiros. Não controlamos o conteúdo de tais anúncios e o nosso conteúdo editorial é livre de qualquer influência comercial.
Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência. Ao navegar no mesmo, está a consentir a sua utilização. Caso pretenda saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade/Cookie.
25 Ano no ar ! On-line desde de 31 de julho de 1996 - Desenvolvido por FW2 Agência Digital