Aleitamento.com
AmamentaçãoMãe CangurúCriançasCuidado PaternoHumanização do PartoBancos de Leite Humano Espiritualidade & Saúde DireitosProteçãoPromoçãoILCA / IBCLCConteúdo ExclusivoTV AleitamentoGaleria AMNotíciasEventosSites e BlogsLivrariaCampanhas
 
Faça seu login e utilize ferramentas exclusivas. Se esqueceu a senha, acesse o "cadastre-se" e preencha com seu e-mail.

AVÓS INFLUENCIAM A AMAMENTAÇÃO ?

Por: Boletim Agência FAPESP

 Avós AMAMENTAÇÃO
 
Influências negativas


17/05/2005

Por Eduardo Geraque

Agência FAPESP - Na melhor das intenções, mas muitas vezes com informações das décadas de 1960 ou 1970 em mente, as avós de crianças recém-nascidas acabam recomendando às suas filhas ou noras que passem a dar outro tipo de leite e até mesmo água ou chá para os bebês. Isso, muitas vezes, leva a resultados negativos para a alimentação da criança.

Estudo que acaba de ser publicado na Revista Saúde Pública, da Universidade de São Paulo, mostra que o problema não deve ser desprezado. Na conclusão do estudo, realizado com 601 mães que deram à luz no Hospital Universitário de Porto Alegre, os pesquisadores apontam que as avós podem influenciar negativamente na amamentação.

De acordo com a pesquisa, a causa de grande parte das crianças ter parado de tomar exclusivamente leite materno durante o primeiro mês de vida está na influência das avós. O artigo assinado pela médica Lulie Susen, da Fundação Universidade do Rio Grande (Furg), e colaboradoras, mostra que, entre as avós maternas, 53,2% indicaram água ou chá para os netos e 86,8% um outro tipo de leite. No casos das sogras, as taxas ficaram em 67,4% e 70,5%.

“É necessário cautela na generalização dos resultados dessa pesquisa”, adverte Lulie no artigo. A amostra estudada, explica a pediatra, provavelmente representa a população urbana brasileira de menor poder aquisitivo, em que é bastante comum as avós estarem próximas na época do nascimento de uma nova criança na família. “Em outras populações, a influência exercida pelas avós pode ser diferente da encontrada nesse estudo”, conta.

“A informação correta é um divisor de águas, pois quanto mais bem informadas estiverem as mães e as avós, maior é a chance de sucesso no aleitamento materno”, disse Lulie à Agência FAPESP. Para a pesquisadora, um maior conhecimento sobre o assunto pode estimular as mães a amamentarem mais, pois elas saberão as vantagens do aleitamento para a saúde de seu filho, para a sua própria saúde, para a família e a sociedade como um todo.

As avós, que no caso brasileiro estão muito presentes, querem ajudar, mas, segundo a pesquisadora da Furg, existem muitas informações desatualizadas. “Há muitos mitos e tabus em relação ao aleitamento materno, passados de geração a geração, e só um conhecimento real, técnico é que poderá sobrepor isso tudo.”

Como forma de resolver o problema, analisado pela primeira vez de forma mais direta no Brasil, a saída, explica Lulie, é apenas uma: ampliar o número de campanhas de esclarecimento. “Muitas avós tiveram experiências negativas com o aleitamento, até porque elas se tornaram mães em um período em que o aleitamento não era incentivado dessa forma. Consideramos que a avó seja uma figura muito importante e deva ser inserida dentro de programas de promoção do aleitamento materno, ao lado das próprias mães”, explica.

Em breve você poderá ler o artigo

 Influência das avós na prática do aleitamento materno na íntegra

aqui no www.aleitamento.com na seção PROFISSIONAIS


Última atualização: 12/5/2011

 

Curtir

Comentários


Essa é uma área colaborativa, por isso, não nos responsabilizamos pelo conteúdo. Leia nossa Política de Moderação.
Caso ocorra alguma irregularidade, mande-nos uma mensagem.

 

Depoimentos

Gostou do site? Ele te auxiliou em algum momento? Deixe seu depoimento, assine nosso livro de visitas! Clique aqui.

Quem Somos | Serviços | Como Apoiar | Parceiros | Cadastre-se | Política de Privacidade/Cookie/Moderação | Fale Conosco
O nosso portal possui anúncios de terceiros. Não controlamos o conteúdo de tais anúncios e o nosso conteúdo editorial é livre de qualquer influência comercial.
Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência. Ao navegar no mesmo, está a consentir a sua utilização. Caso pretenda saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade/Cookie.
24 Ano no ar ! On-line desde de 31 de julho de 1996 - Desenvolvido por FW2 Agência Digital