Aleitamento.com
AmamentaçãoMãe CangurúCriançasCuidado PaternoHumanização do PartoBancos de Leite Humano Espiritualidade & Saúde DireitosProteçãoPromoçãoILCA / IBCLCConteúdo ExclusivoTV AleitamentoGaleria AMNotíciasEventosSites e BlogsLivrariaCampanhas
 
Faça seu login e utilize ferramentas exclusivas. Se esqueceu a senha, acesse o "cadastre-se" e preencha com seu e-mail.

BANCOS de LEITE HUMANO: a maior rede do mundo

Por: www.aleitamento.com

TECNOLOGIA no APOIO ao ALEITAMENTO
 

São 104 unidades (junho de 2003) em todos os estados, prestando assistência gratuita à população, coletando, estocando e distribuindo cerca de 130 mil litros de leite humano por ano, controlando sua qualidade e promovendo a amamentação.

País de tantos recordes negativos, o Brasil pode se orgulhar, hoje, de contar com a maior rede de Bancos de Leite Materno do planeta, revela João Aprígio Guerra de Almeida, presidente da Rede Nacional de Bancos de Leite e chefe do Banco de Leite do Instituto Fernandes Figueira - IFF da Fundação Oswaldo Cruz - FioCruz, centro de referência nacional. Para chegar aos números atuais e à filosofia que hoje norteia a rede, Aprígio conta que o IFF, investiu muito nesse projeto, e precisou mudar o paradigma sobre o qual se trabalhava no passado.

- O primeiro Banco de Leite surgiu no país em 1943, no IFF e até 1985 a preocupação era somente ter leite humano e repassar para lactentes que dele necessitavam. Nada se fazia em termos de apoio ao aleitamento materno.

Com o financimento do Ministério da Saúde, através do Programa Nacional de Incentivo ao Aleitamento Materno, e participações de organismos internacionais como o UNICEF e a Fundação Kellog, a rede de bancos de leite cresceu de 10 unidades em 1985 para as 104 unidades atuais em apenas uma década. Só o IFF processa em média 200 litros de leite por mês, atendendo nesse período a cerda de 30 receptores.

Um considerável investimento no desenvolvimento de tecnologia levou o IFF a exportar conhecimento para outros países da America Latina, inclusive assessorando a implantação de bancos em alguns deles. "Temos convênio com a Venezuela e estamos prestando assessoria à Guatemala e em breve com o Uruguai e Colômbia", diz João Aprígio. Ele destaca o grande progresso que a rede tem experimentado: - Hoje em dia temos um custo de implantação de US$ 8.500,00 por Banco de Leite. E tudo que precisamos é de 28 metros quadrados. Há uma década atrás gastávamos 10 vezes esse valor, e não tínhamos o controle e a segurança que temos hoje.

Importantes vitórias foram alcançadas também no âmbito político, com a aprovação na legislação brasileira da Lei 322/88, que impede a compra e venda de leite humano. E em julho de 1998 aconteceu o I Congresso Brasileiro de Bancos de Leite Humano, com a presença de mais de 700 participantes de todo o país.
ALGUNS BANCOS DE LEITE HUMANO DA REDE NACIONAL

Rio de Janeiro - RJ
IFF - Centro de Referência Nacional
Tel.: 553 9662 e 553 0052 r. 5102
 

São Paulo - SP
B L Leonor Mendes de Barros

Curitiba - PR
B L da Universidade de Londrina
 

Brasília - DF
Hospital Regional de Taquatinga

Porto Alegre - RS
B L da Santa Casa
 

Recife - PE
Instituto Materno-Infantil de Pernambuco (IMIP)

Natal - RN
Maternidade Escola Januário Sicco
 

Fortaleza - CE
Maternidade Cesar Cals

Teresina - OI
Maternidade Dona Evangelina Rosa
 

São Luis - MA
Maternidade Marly Sarney

Belém - PA
B L da Santa Casa
 

Florianópolis - SC
B L da Maternidade Carmela Dutra

Vitória - ES
Hospital da Polícia Militar
 

Feira de Santana - BA
Hospital Clériston de Andrade

Belo Horizonte - MG
Maternidade Odete Valadares
 


COMO FUNCIONAM OS BANCOS DE LEITE ?
Apoio

Os bancos têm consultório de amamentação, onde toda pessoa que vivencie qualquer dúvida sobre amamentação receberá ajuda. Os bancos trabalham também atentendo e preparando gestantes para a amamentação, bem como prestando apoio no período pós-parto.
Doação de leite

Toda e qualquer mulher que esteja amamentando está apta a doar leite. É o leite que sobra, depois que o filho é amamentado, que é coletado. Alguns bancos têm sistema de coleta externa, a domicílio. Cada doação é tratada individualmente, porque o leite deve ser liberado para idades específicas, e não se pode juntar todo tipo de leite num só vasilhame.
Identificação e controle

O leite, quando chega, passa por rigoroso controle de qualidade. É identificado, selecionado/classificado, pasteurizado, reenvasado, congelado e liberado para o consumo, mediante prescrição médica ou de nutricionista. O leite pode ficar estocado, depois desse processo, por um prazo de 6 meses.
Quem usa

O leite estocado nos bancos têm endereço certo: cerca de 95% dos que se beneficiam dele são recém-nascidos com baixo peso ou prematuros, internados em UTIs neo-natais em todo o país.


Última atualização: 19/8/2011

 

Curtir

Comentários


Essa é uma área colaborativa, por isso, não nos responsabilizamos pelo conteúdo. Leia nossa Política de Moderação.
Caso ocorra alguma irregularidade, mande-nos uma mensagem.

 

Depoimentos

Gostou do site? Ele te auxiliou em algum momento? Deixe seu depoimento, assine nosso livro de visitas! Clique aqui.

Quem Somos | Serviços | Como Apoiar | Parceiros | Cadastre-se | Política de Privacidade/Cookie/Moderação | Fale Conosco
O nosso portal possui anúncios de terceiros. Não controlamos o conteúdo de tais anúncios e o nosso conteúdo editorial é livre de qualquer influência comercial.
Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência. Ao navegar no mesmo, está a consentir a sua utilização. Caso pretenda saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade/Cookie.
23 Ano no ar ! On-line desde de 31 de julho de 1996 - Desenvolvido por FW2 Agência Digital